Marcadores

TIRAS (592) HQ (140) INSPETOR (124) RESENHAS (111) CARTUM (36) LEXY DRIVER (19) LEITMOTIV (17) CONTOS (15) CINEMA (12) TEATRO (6) LEXY COMICS (5) ROTEIROS (4) ARTES PLÁSTICAS (3) FOTOS (2) PORTFÓLIO (1)

BOTÕES DE COMPRA

Comprar VIDA DE INSPETOR
Comprar LEITMOTIV

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

AS COISAS QUE CECÍLIA FEZ


Uma HQ nacional e independente muito boa. Recomendo!


AS COISAS QUE CECILIA FEZ

Uma grande HQ não precisa necessariamente ser uma HQ grande. AS COISA QUE CECILIA FEZ  é uma prova disso. Uma história das mais simples, contada de forma enxuta, mas que, talvez por isso mesmo, seja um exemplo de competência no ato contar uma história usando os recursos da nona arte.
Apesar do formato grande, digno de uma graphic novel, a edição independente escrita e desenhada por Liber Paz é uma história que dá pra ler me poucos minutos. Mas o encanto que fica com o leitor dura muito mais.
A trama mostra a Cecília do título, uma mulher de meia idade, que, em um dia comum quando levava seu filho pra escola, é abordada por Letícia, uma mulher que ela não via à anos. Ela entrega um envelope para Cecília, contendo seu telefone e fotos de uma festa em que as duas participaram. Esse presente deixa Cecília um pouco abalada. E com dúvidas de telefona ou não para a Letícia. Mas esse não é o foco da história. O que contei aqui é apenas o prólogo, e parte do final da HQ. A história em si, é o que é mostrado em um flashback de Cecília, onde ficamos sabendo toda a história por trás das tais fotos.
Cecília se lembra de um dia em que conheceu um rapaz no cinema, e os dois acabaram se tornando bons amigos, com o que ela achou que seria potencial pra se tornarem namorados. Mas o rapaz havia saído a pouco de um relacionamento, e, durante uma festa na casa dele, a ex-namorada aparece, e os dois reatam. Sentindo-se rejeitada, Cecília fica bêbada, causa um escândalo na festa, mas acaba amparada por Letícia, uma ex-namorada de seu irmão.
As duas se tornam grandes amigas a partir de então (AGORA, SPOILER. Se não quiser saber, pule para o próximo parágrafo), uma amizade que acaba em um relacionamento lésbico.
Após cada uma seguir seu rumo na vida, a história volta para o presente, com Cecília na dúvida entre retornar o contato com Letícia, ou não.
Liber Paz Com uma história muito bem escrita, que utiliza os recursos dos quadrinhos de uma forma tão natural, mas que percebe-se um apuro técnico na utilização deles. Logo na primeira pagina, que parece uma apresentação com um poema, mas na verdade, estamos sendo “jogados” dentro da história de uma forma quase abrupta. Aliás, ser direto é o grande trunfo do autor. Ele não fica enrolando com o texto explicativo, mas deixa a história fluir conforme os personagens agem. Personagens que se explicam durante a história. Não é preciso saber os detalhes do antigo namoro de Rodrigo, porquê ele terminou com a namorada, e o que os faz voltar. Mas apenas os fatos ali mostrados é que importam, e o autor sabe muito bem disso, e não deixa o leitor perdido com informações sem utilidade para a trama.
Com um traço simples, de poucos cenários bem distribuídos pelas páginas, uma diagramação tradicional, mas um domínio de narrativa e perspectiva, Liber Paz trabalha as cenas de um jeito que nos faz ficar o tempo todo esperando pelo final. A leitura dessa HQ é como montar um quebra cabeça, onde ficamos ansiosos pra ver como tudo vai se encaixando até formar uma imagem. Dá até pra se perder na história do Flashback, e quando voltamos para o presente, por um segundo havíamos esquecido do que nos levou até essa história. Como acontece quando nos perdemos em nossa lembranças.
Mas, ainda assim, apesar de a história ser sobre o passado de Cecília e Letícia, o presente nos reserva ainda uma ótima forma de terminar uma história. Há uma conclusão que liga toda a trama, e que o faz de forma tão simples, que nos cativa justamente por isso. O epílogo após os créditos finais é genial!
Pra quem gosta de boas HQ’s que fogem do escapismo, com tramas ambientadas no mundo real, essa história é uma excelente pedida. Além de ter um ótimo preço. Custa apenas R$ 20,00, e pode ser encontrada nas comic shops.

Nenhum comentário:

Postar um comentário