Marcadores

TIRAS (590) HQ (140) INSPETOR (124) RESENHAS (111) CARTUM (36) LEXY DRIVER (19) LEITMOTIV (17) CONTOS (15) CINEMA (12) TEATRO (6) LEXY COMICS (5) ROTEIROS (4) ARTES PLÁSTICAS (3) FOTOS (2) PORTFÓLIO (1)

BOTÕES DE COMPRA

Comprar VIDA DE INSPETOR
Comprar LEITMOTIV

terça-feira, 21 de outubro de 2014

PLANETARY / AUTHORITY - DOMINANDO O MUNDO


O encontro dos dois grupos criados por Warren Ellis: Planetary e Aothority. Leia a minha crítica:

PLANETARY/AUTHORITY
Os dois principais grupos criados por Warren Ellis para a Wildstorm se encontram neste especial recém lançado pela Panini no Brasil. Uma edição que reúne dois crossovers que já haviam saído por aqui pela editora Pixel, anos atrás. Mas separadamente.
O Planetary é um dos grupos mais interessantes já criados para as hq’s. Suas histórias, que fogem completamente do padrão de super grupos, acaba sendo uma bela viagempela própria história da ficção escapista do século XX, principalmente pelos próprios quadrinhos. Muito do que os super heróis passaram nesse século é “investigado” pelos Arqueólogos do Impossível. Mas Ellis também é o criador do grupo The Authority, um grupo de heróis linha dura, que decidiram “tomar as rédeas” do mundo, por assim dizer. De forma muitas vezes truculenta, eles defendem nosso planeta das ameaças tradicionais que os super enfrentam.
São dois conceitos aparentemente diferentes, mas com algo em comum. Ambos os grupos são formas do autor de questionar a linguagem dos quadrinhos de super heróis apresentando algo diferenciado. Ambos serviram de influência para muitas das histórias com super seres atualmente publicadas pelas várias editoras americanas, sejam as grandes, sejam títulos de autores independentes.
Mas, devido ás diferenças estruturais de ambos, os grupos, como seria um encontro entre eles? Ellis nos responde com este especial.
Confesso que não sou muito fã do Authority. Mas gosto muito do Planetary. Não sei dizer se é por causa disso, mas este especial me parece muito mais uma história do Planetary com o Athority servindo de coadjuvante, do que um crossover. A história mostra uma invasão alienígena ao nosso planeta, defendida por ambos os grupos. Mas enquanto o Authority faz um verdadeiro “show”, com lutas, e sua destruição habitual, o Planetary age de forma totalmente sigilosa. Após esse primeiro contato, o grupo de Elijah Snow decide entrar na “Balsa”, a nave do Authority, pra investigar o grupo, e “roubar” um pouco das informações deles.
Uma proposta interessante de Warren Ellis pra fugir do padrão dos crossovers habituais, que, em sua maioria, mostra um confronto pra depois os heróis se unirem contra os vilões comuns. Ellis felizmente, é um escritor que sabe como contar uma boa história. E, para os leitores de ambos os títulos, há citações e referências às histórias de cada um deles. Não que essa edição seja maravilhosa, mas agrada os leitores fãs dos personagens.

PLANETARY/LJA
Completando a edição, há o encontro do Planetary com a Liga da Justiça, da DC. Nessa história Ellis vai ainda mais longe em não seguir a “cartilha” dos crossovers. Ele cria uma história passada em um universo paralelo. Aqui a Liga é composta pelos heróis atuando na obscuridade, em suas identidades civis. Clark Kent Bruce Wayne, e Diana Prince investigam um grupo que aparentemente pretende dominar o mundo. O grupo é o Planetary. Mas não os personagens que conhecemos, mas versões alternativas deles. Snow por exemplo, mais parece o Lex Luthor.
Essa história é, na minha opinião, um tanto descartável. Não acrescenta nada por ser passada em um universo alternativo, e não tem grandes atrativos. Para os apreciadores da linha “elseworlds” da DC, talvez seja uma boa leitura, afinal, ela possui as características desse tipo de historia, com destaque em mostrar ao leitor as mudanças ocasionadas no “novo universo”.
Agora, uma pena que a Panini não tenha incluído nessa edição o encontro do Planetary com o Batman. Aquela, sim, é uma grande história. Eles prometem que vão publicar em breve, separado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário