Marcadores

TIRAS (605) HQ (146) INSPETOR (126) RESENHAS (111) CARTUM (41) LEITMOTIV (19) LEXY DRIVER (19) CONTOS (15) CINEMA (12) LEXY COMICS (6) TEATRO (6) PORTFÓLIO (4) ROTEIROS (4) ARTES PLÁSTICAS (3) FOTOS (2)

BOTÕES DE COMPRA

Comprar VIDA DE INSPETOR
Comprar LEITMOTIV

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

BOCA DO LIXO


Leia aqui a minha resenha desta excelente HQ que homenageia uma grande era do cinema nacional.

BOCA DO LIXO
Quando se fala na Boca do Lixo do cinema de São Paulo, o que vem à mente de quem não conhece muito da história de nosso cinema são filmes com produção precária, e qualidade duvidosa. Mas ao estudar um pouco, ficamos sabendo de como os cineastas da época foram verdadeiros heróis, lutando contra os problemas pra conseguir produzir seus filmes. Era uma verdadeira luta! Era uma época que hoje, os remanescentes lembram com carinho. E é esse mesmo carinho que transparece em cada página de BOCA DO LIXO, HQ produzida pela dupla Jamal Singh no roteiro, e Wendell Cavalcanti na arte.
Primeiro, um pequeno adendo: a HQ não trata exatamente do cinema da Boca, apesar de ele se fazer presente “em espírito”, afinal, os personagens passeiam pelos mesmo locais que os cineastas requentavam, e passam pelos mesmos “perrengues” que muitos deles passaram. A história serve como uma homenagem à época e aos artistas que se estabeleceram na região da Rua do Triunfo, na época.
Na história, três amigos, Tomé, Miguel e Caio deixam o nordeste, para morar na famosa rua, e cada um tentar a sorte na busca pela realização de seus sonhos profissionais. O cinema, claro, está presente nesses sonhos.
O roteiro de Jamal Singh é conciso e preciso, econômico no texto, deixando a arte livre pra situar o leitor na história, que flui com um ritmo suave e cativante. E a arte de Wendell Cavalcanti casa perfeitamente com esse ritmo, além de possuir uma expressividade que transmite emoção e movimento em cada quadro. Há também a participação de vários dos cineastas como “figurantes” em várias cenas.
Outra característica do álbum é a história ser dividida em capítulos, que, enquanto fazem parte da narrativa como um todo, ainda servem como pequenas histórias auto-contidas. Isso, aliado à construção dos três personagens fazem a história ser uma leitura das mais agradáveis.
A Revista possui 68 páginas, em formato magazine, e pra adquirir, basta entrar em contato com os autores, através do ESTÚDIO TÔT: estudiotot@gmail.com




E acompanhe meus trabalhos com produção de quadrinhos e textos críticos curtindo LEXY COMICS no Facebook, aqui: https://www.facebook.com/LexyQuadrinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário