Marcadores

TIRAS (591) HQ (140) INSPETOR (124) RESENHAS (111) CARTUM (36) LEXY DRIVER (19) LEITMOTIV (17) CONTOS (15) CINEMA (12) TEATRO (6) LEXY COMICS (5) ROTEIROS (4) ARTES PLÁSTICAS (3) FOTOS (2) PORTFÓLIO (1)

BOTÕES DE COMPRA

Comprar VIDA DE INSPETOR
Comprar LEITMOTIV

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

MELHORES QUADRINHOS DE 2016




Como faço em todos os anos, aqui vai a minha lista de melhores quadrinhos que li este ano. Logicamente que toda lista é subjetiva, o que posso achar legal, outro leitor pode não ter gostado. E também não li tudo o que foi lançado (tenho visto pessoas elogiando hq’s que não pude ler...), e às vezes, acabo lendo só no ano seguinte. Mas ok. O importante é que aqui está a minha lista. Sinta-se livre pra comentar, dar sua opinião sobre algo aqui listado, e sugerir outras obras.
Minha única regra é só postar obras que foram lançadas (ou relançadas) no ano. Coisas que li este ano, mas foram publicadas em anos anteriores, eu não listo. Se o fizesse, com certeza obras como “Mate Minha Mãe” estaria na lista (Talvez até em primeiro lugar, pois é uma excelente HQ!)
Bem, vamos à lista!

10. 20th CENTURY BOYS (e a sequência 21th CENTURY BOYS)


Um dos melhores mangás que li. Pena que, nos seus momentos finais, ele parece se arrastar demais, o que cansou um pouco. Se tivesse acabado uns 5 volumes antes, teria sido perfeito. Mas ainda assim, uma grande leitura!

9. A LIGA EXTRAORDINÁRIA – DOSSIÊ NEGRO


Uma HQ imperdível pra quem é fã dos aventureiros criados por Alan Moore com base em personagens de livros conhecidos. Aqui em uma história diferente das outras, onde Alan Quatermain e Mina Murray estão atrás do Dossiê negro do título, cujas páginas se intercalam com a HQ, pra nos mostrar encarnações da Liga pelos séculos.

8. HITOMI


Como contar uma história simples e tocante, em relativamente poucas páginas, e com pouquíssimos diálogos? Os autores mostraram aqui uma competência acima da média com Hitomi. HQ que merecia estar presente em todas as listas de 10 mais feitas por aí.

7. DORA


Uma história de terror do jeito que eu gosto: com drama psicológico, e sem apelas pros clichês de sustos que vemos por aí. Contada através do depoimento de uma mãe pra polícia, sobre o envolvimento de sua filha em uma série de mortes. A menina, Dora, é uma das personagens mais assustadoras dos quadrinhos. Esta HQ já tinha saído de forma independente, e ganhou um relançamento pela Editora Mino.

6. TOM STRONG


Alan Moore mostrando como se deve escrever uma HQ de super herói: de forma divertida e inteligente. Apesar de lançada lá fora na virada do século, a saga da família Strong ainda se mantém atual, divertida e inteligente.

5. CLUBE DA LUTA 2


Talvez essa HQ seja mais atraente para os fãs do livro e filme do que aos leitores casuais. Ainda assim, a forma como Chuck Palanhiuk narra a trama é um verdadeiro primor, sabendo como usar a linguagem e a metalinguagem dos quadrinhos como muitos autores veteranos do meio. E quanto á história? Perfeita como continuação, mostrando até como o mundo “pós-sucesso do Clube da Luta livro e filme” influenciou a vida dos personagens.

4. BULLDOGMA


Um dos lançamentos mais badalados dos quadrinhos nacionais, Bulldogma não é uma HQ feita pra qualquer um. Mas quem se aventurar a lê-la, vai se surpreender com a forma como Wagner William prende a atenção do leitor usando uma trama aparentemente simples e concisa.

3. MATADOURO DE UNICORNIOS


A HQ mais divertida do ano! Não precisava falar mais nada! Dono de um humor “errado”, e um traço cartunesco, Jucelino Neco nos brinda com uma trama bem amarrada, com personagens muito bem construídos e que falam e agem como pessoas reais. Tudo isso acentua o lado fantástico da trama, cheia de reviravoltas, que surpreende a cada página.

2. REPETECO


O autor de Scott Pilgrim cresceu! Tanto os personagens aqui são “mais adultos”, quanto o próprio autor está mais maduro, conduzindo uma história que pode ser tanto uma fábula quando uma história alternativa sobre o dia a dia. E sem soar forçado em nenhum dos gêneros. Não consegui parar de ler até terminar, e quando terminei, fiquei com vontade de reler imediatamente.

1. A GIGANTESCA BARBA DO MAL



A minha maior surpresa do ano. Não conhecia o autor (já que ele nunca havia sido publicado no Brasil), mas depois de ler tantas matérias e entrevistas, fiquei curioso. E não me arrependi. Em uma história poeticamente fantasiosa, mas ambientada em um local imaginário que se parece muito com nosso mundo, Stephen Collins soube como poucos fazer uma HQ que usa de simbolismo pra falar do nosso mundo, das nossas relações sociais, e até da política. Genial!

----------------------------

É isso aí, amigos! Espero que tenha gostado dessa lista. Vale a pena ir atrás dessas obras, que são certeza de boas leituras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário