Marcadores

TIRAS (591) HQ (140) INSPETOR (124) RESENHAS (111) CARTUM (36) LEXY DRIVER (19) LEITMOTIV (17) CONTOS (15) CINEMA (12) TEATRO (6) LEXY COMICS (5) ROTEIROS (4) ARTES PLÁSTICAS (3) FOTOS (2) PORTFÓLIO (1)

BOTÕES DE COMPRA

Comprar VIDA DE INSPETOR
Comprar LEITMOTIV

sábado, 8 de agosto de 2015

TURMA DA MÔNICA: LIÇÕES



TUMA DA MÔNICA- LIÇÕES
Quando resenhei TURMA DA MÔNICA – LAÇOS, e li outras resenhas, confesso que senti que, embora tenha me divertido muito lendo (quem não se divertiu? A HQ é simplesmente maravilhosa!), acho que perdi parte da grande diversão da história, que é a maior referência dela, citado por muitos, o filme “Os Goonies”, que nunca assisti (Ok, pretendo ver o filme em breve, prometo). Talvez por isso, minha identificação com a trama tenha sido “menor” que a de muitos.
O mesmo não aconteceu com a leitura de LIÇÕES. Muito do que está na nova HQ fez parte da minha infância. A começar por não fazer a lição de casa. Eu odiava. Sempre esquecia. Fazia na aula, entes da professora entrar na sala. Em casa, pode esquecer.
E é assim que começa a trama de “Lições”, com a turminha esquecendo de fazer a lição de casa. Eles decidem fugir da escola, e enganar tanto os professores quanto seus pais. Mas algo dá errado. Na hora de pular o muro, a Mônica cai e quebra o braço. Os pais são chamados, e cada um deles recebe um tipo diferente de castigo, alguma atividade pra fazer, e ficam proibidos de se verem por alguns dias. Agora, cada um deles passa os dias refletindo sobre seus erros, mas da forma inocente das crianças. E o Cebolinha, como não podia deixar de ser, tenta bolar um novo plano infalível pra passar por cima da ordem dos pais.
Outros momentos que me tocaram foram o Cebolinha tendo que enfrentar a turma de um valentão da escola (se bem que, no meu caso, quando mexiam comigo eu já partia pra porrada), que faz uma citação ao filme De Volta para o Futuro, e as cenas da Mônica na nova escola, tendo dificuldade pra fazer novos amigos (isso me aconteceu, e eu levei muito tempo pra “me recuperar”). Mas acredito que a sensibilidade dos Cafaggi vai além de referências nostálgicas, e qualquer um pode curtir a aventura, independente de ter vivido algo parecido ou não.
As gags de cada personagem estão mais soltas que no primeiro álbum, mostrando um amadurecimento dos autores no tratamento dos personagens. E as apresentações de novos personagens acontece de forma natural, bem inserida no andamento da trama. É como se eles tivessem criado um novo universo da turminha, com suas características próprias. Com o “estilo Cafaggi”.
O interessante dessa nova empreitada dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi é como eles usam o mesmo estilo do álbum anterior pra contar uma história nova. Não é necessário ter lido o anterior pra entender este. Além da situação nova, o formato da história é outro. Aqui não temos a turminha percorrendo junta o enredo, mas cada um deles segue sua trajetória separado pelas circunstâncias. É como se acompanhássemos quatro histórias paralelas, cada qual com suas pecualiaridades. E todas elas apaixonantes. Assim como cada personagem possui sua própria HQ solo, em Lições, quando eles se separam pra cada um ter sua trajetória, é como se o leitor estivesse acompanhando cada um de seus gibis, mas ao mesmo tempo. Mas ainda assim, não destoa do conjunto. Cada momento é bem amarrado na trama geral.
As Graphic MSP’s estão de parabéns! Cada vez melhores, e merecidamente cativando o coração de leitores. Após concluir a leitura de Lições, tenho certeza que você ficará com vontade de ler mais continuações das aventuras da turminha feitas pelos irmãos Cafaggi. Vamos torcer por isso!


Nenhum comentário:

Postar um comentário